spinomenal

Capa do Álbum: spinomenal
A Rádio Online mais ouvida do Brasil
spinomenal
Ícone seta para a esquerdaVeja todas as Notícias.

Prisões de padres católicos na Nicarágua aumentam à medida que coerção se intensifica

Placeholder - loading - Rolando Alvarez, bispo da Diocese de Matagalpa e crítico do presidente da Nicarágua Daniel Ortega, rezao em igreja em Manágua, Nicarágua 20/05/2022 REUTERS/Maynor Valenzuela
Rolando Alvarez, bispo da Diocese de Matagalpa e crítico do presidente da Nicarágua Daniel Ortega, rezao em igreja em Manágua, Nicarágua 20/05/2022 REUTERS/Maynor Valenzuela

Publicada em  

Por Ismael Lopez

SÃO JOSÉ (Reuters) - A polícia da Nicarágua prendeu nesta sexta-feira mais dois padres católicos, elevando o número de clérigos detidos nesta semana para pelo menos oito, segundo duas fontes próximas à Igreja e grupos de oposição no exílio.

As fontes, que não quiseram ser identificadas por medo de serem presas, disseram que os dois padres foram levados sob custódia por orarem publicamente pelo bispo Rolando Alvarez -- que está preso --, crítico mais proeminente do presidente Daniel Ortega.

'Todos foram presos por se recusarem a parar de mencionar o bispo Alvarez em seus sermões', disse uma das fontes, citando Marco Diaz e Bayardo Aguilar como os últimos clérigos detidos.

Uma das fontes disse mais tarde nesta sexta-feira que Aguilar havia sido libertado.

O governo não emitiu quaisquer declarações explicando os alegados crimes dos padres.

Alvarez, o bispo de Matagalpa, criticou veementemente a resposta mortal do governo aos protestos em massa que eclodiram em 2018, foi condenado por traição e sentenciado a uma pena de prisão de 26 anos no início deste ano.

Ao longo dos últimos anos, o governo de Ortega tem como alvo líderes da Igreja Católica, repressão que no passado foi considerada necessária pelas autoridades para punir comportamentos traiçoeiros ou outros supostos crimes.

Na quinta-feira, mais dois padres de alto escalão foram presos, ambos com laços estreitos com o cardeal Leopoldo Brenes, arcebispo de Manágua e figura mais alta da hierarquia católica do país.

Brenes não fez nenhum pronunciamento público sobre as prisões e se recusou a comentar quando a Reuters o contatou por telefone nesta sexta-feira.

As ações coercitivas contra a Igreja Católica da Nicarágua, incluindo a ampla vigilância dos padres, intensificaram-se no início deste ano, informou a Reuters , após o Papa Francisco condenar o governo liderado por Ortega como uma 'ditadura grosseira' e o presidente reagir cortando os laços com o Vaticano.

(Reportagem de Ismael López)

Escrito por Reuters

Últimas Notícias

  1. Home
  2. noticias
  3. prisoes de padres catolicos …

Este site usa cookies para garantir que você tenha a melhor experiência.

spinomenal Mapa do site